As tuas marcas preferidas são eco-friendly?

A cada dia que passa, as pessoas estão a ganhar mais consciência da sua pegada ecológica, escolhendo mudar a sua forma de viver e comprar, de maneira a ajudar a proteger o nosso planeta. Esta escolha de ser mais sustentável rapidamente se transforma num estilo de vida e é uma força motriz nas escolhas que fazem diariamente. É por isso que, hoje em dia, várias das novas marcas que vão surgindo já nascem com um ADN eco-friendly, enquanto outras que já existem há vários anos (algumas, há mais de um século) se estão a reinventar para que se possam tornar mais amigas do ambiente.

O que é ser “eco-friendly”?

Para resumir,  significa que ages de uma maneira que não prejudica o planeta, preservando os recursos naturais e evitando a poluição. A proteção do nosso planeta é uma questão bastante importante aqui na JD Sports, e é por isso que decidimos falar-te sobre algumas das marcas eco-friendly que podes encontrar nas nossas lojas.

eco-friendly

ADIDAS

Para começar com o pé direito, vamos falar sobre um nome gigante no mundo do sportswear, que já conta com imensos anos de história: adidas. A adidas começou em 1924 com o nome de “Dassler Brothers Shoe Factory”, e percorreu um longo caminho desde então. Uma vez que já conta com tanta experiência e é uma referência na sua área, é realmente importante que seja um dos exemplos a seguir pela marcas que escolhem seguir este caminho mais eco-friendly e ajudar o meio ambiente. A própria empresa diz no seu website que nunca irá parar de aprender e de melhorar a sua sustentabilidade.

Ao ser um membro fundador da Better Cotton Initiative (BCI), cujo objectivo é reduzir o uso de pesticidas e promover o uso eficiente da água, rotação de culturas e condições justas de trabalho, a adidas tem vindo a trabalhar no sentido de utilizar materiais mais sustentáveis ​​e reciclados em todos os seus produtos. Segundo a marca, apostam em materiais como o “Better Cotton”, poliéster reciclado, nylon reciclado, borracha reciclada, EVA baseado em algas e outros.

adidas x Parley

Este movimento eco-friendly ganhou ainda mais importância quando a adidas foi uma das fundadoras da Parley for The Oceans, uma organização ambiental. Juntos, em 2015, lançaram as sapatilhas adidas x Parley, feitas a partir de plástico recolhido de praias remotas e comunidades costais. Desta forma, lutam contra a poluição de plástico, uma vez que este material é tão difícil de se decompor e frequentemente atirado para o mar, contaminando animais e seres humanos. Desde o lançamento destas sapatilhas, a adidas e a Parley conseguiram manter 2810 toneladas de plástico fora dos oceanos.

adidas x parley eco-friendlyImagens retiradas de adidas.com
eco-friendly adidas x parley

adidas FUTURECRAFT.LOOP

Mas a luta da adidas não para aqui: a marca comprometeu-se a utilizar apenas materiais ecológicos nos seus produtos até 2024. É por isso que, em 2019, revelaram que estão a trabalhar numas novas sapatilhas, as FUTURECRAFT.LOOP, o primeiro modelo de corrida da marca “feito para ser refeito”. O objetivo é que haja um “ciclo fechado”, para que as matérias-primas possam ser reutilizadas várias vezes, sendo transformadas numa garrafa de água ou um saco, ou mesmo noutro par de ténis de corrida de alto desempenho. A nós parece-nos uma ótima ideia!

adidas futurecraft.loop eco-friendlyImagens retiradas de news.adidas.com
eco-friendly adidas futurecraft.loop 2

NIKE

Uma das marcas mais conhecidas hoje em dia, falemos de sapatilhas ou roupa, é, sem dúvida, a Nike. Sendo tão fãs quanto somos desta marca urbana e desportiva, não podíamos não falar sobre a sua missão eco-friendly que afeta os seus laçamentos. É de admirar a dedicação da Nike à sua missão, que fica cada vez melhor conforme o tempo passa.

Reutilizar materiais. A arte de reciclagem

Parte da missão da Nike para reduzir a sua pegada de carbono inclui a reutilização de materiais, dando-lhes um novo propósito que foque no desporto. Esta marca gigante escolheu começar por um dos produtos que mais impacto tem no planeta – os resíduos de plástico. Ao optar por usar poliéster reciclado, que vem de garrafas plásticas recicladas, a Nike conseguiu reduzir as suas emissões de carbono em 30%! Ao retirar mais de 7 mil milhões de garrafas de plástico de aterros, a Nike não só tem transformado os resíduos plásticos em produtos incríveis, como tem reduzido as suas emissões.

Unidades Air imperdíveis

Além da reutilização, a Nike também fabrica alguns dos seus produtos mais icónicos de uma forma eco-friendly. Na verdade, a tecnologia Air é uma das inovações mais sustentáveis ​​da marca. Todas as solas Nike Air desenhadas desde 2008 contêm pelo menos 50% de resíduos reciclados e são feitas com 100% de energia renovável. De todo o material que sobra do fabrico ds unidades Air fabricadas pela Nike, 90% do mesmo é reutilizado tendo em vista novos e inovadores sistemas de amortecimento.

Nike eco-friendlyImagem retirada de nike.com

Sustentabilidade acima de tudo

Quem é que nunca ouviu falar do famoso tecido Flyknit da Nike? Sabias que é projetado com tanta precisão que desperdiça menos 60% de resíduos que o típico processo de fabrico de partes superiores de calçado? 10 milhões de toneladas de resíduos foram retirados de aterros desde 2012, incluindo mais de 600 milhões de garrafas de água para a fabricação do Flyknit.

Como se isso não fosse suficiente, o objetivo da Nike é utilizar 100% de algodão sustentável até 2020. Isso significa usar algodão orgânico, reciclado e licenciado pela Better Cotton Initiative (BCI).

Move to Zero

“Move to Zero” é o compromisso da Nike para com a sustentabilidade, protegendo o planeta e, consequentemente o futuro do desporto. Para a Nike, não há linha de chegada, a empresa comprometeu-se a eliminar o plástico de uso único nos seus campos em todo o mundo, bem como utilizar apenas energias renováveis nos seus centros de logística, retirando plástico de aterros para a fabricação de muitos dos produtos que utilizam poliéster, como é o caso dos kits de futebol.

eco-friendly equipamentos de futebol nikeImagem retirada de nike.com
eco-friendly NikeImagem retirada de perinoyarns.com

CONVERSE

Não podíamos deixar a Converse de fora deste artigo! Esta marca, com mais de 100 anos de história, também tem vindo a trabalhar em maneiras de reduzir a sua pegada ecológica, enquanto apoia outras causas também. Vendendo mais de 100 milhões de pares de sapatilhas por ano, a mudança é necessária. E a Converse sabe disso, afirmando no seu website que foi esse o motivo pelo qual decidiram comprometer-se em produzir os seus modelos de maneiras mais inovadoras e sustentáveis.

Converse renew eco-friendlyImagem retirada de news.nike.com

Renew Collection

Com isso em mente, vamos falar sobre um favorito dos fãs, as sapatilhas Converse Chuck Taylor All Star, originalmente desenhadas para jogadores de basquetebol e que continuam a ser relevantes, mesmo após um século do seu lançamento. Para além da versão de cano baixo apresentada em 1957 pouco mudou neste ícone… até 2019. Em 2019, a marca lançou a coleção Renew, em que a marca começou a trabalhar quatro anos antes, quando Brandon Avery, diretor de inovação do Converse Lab, decidiu que conseguiam ir ainda mais longe. Naquela altura, pediu a alguns dos funcionários que lhe entregassem uma peça de roupa que já não usavam, mas que tivesse algum significado emocional, e criou uns novos Chuck Taylors com estes produtos.

Mas a Converse não consegue fazer isso com todos os consumidores, portanto o que decidiram fazer para conseguir reutilizar materiais que tivessem sido descartados?

Processo de criação da coleção Renew

De acordo com o seu website, para criar esta coleção a marca começa por recolher retalhos, como lona de algodão, de fábricas. De seguida, misturam o algodão com poliéster, transformando-os em fios, sendo esta a base da sapatilha. O resultado final é um par novo de Chucks, com um padrão e textura únicos que não precisam de tintas adicionais! A sola também é feita a partir de borracha reciclada com um padrão distinto com salpicos.

converse renew 2Imagem retirada de news.nike.com

NEW BALANCE

Fundada em Boston em 1906, a New Balance é um dos maiores fabricantes de calçado e roupa desportiva do mundo, e isso significa que o seu impacto ambiental não pode ser ignorado. No entanto, a marca está focada em tomar medidas significativas para contribuir para um planeta mais saudável. Segundo o seu website, a New Balance está constantemente à procura de maneiras de minimizar e prevenir o impacto ambiental negativo, tendo como objetivo o desperdício zero naquilo que fazem e avaliando os impactos do ciclo de vida dos seus produtos e atividades no mundo. Mesmo a sua embalagem é feita com 100% de papel reciclado e é também 100% reciclável.

Reformation x New Balance

Em 2019, a New Balance e a Reformation uniram forças para criar uma linha de sapatilhas eco-friendly. A Reformation é uma marca de moda eco-consciente, que tem como base tecidos bonitos e sustentáveis, palmilhas BLOOM feitas de algas e espuma de EVA e poliéster reciclado. Esta colaboração resultou em cinco modelos e paletes diferentes, que incluem as clássicas silhuetas 574 e X 90 da New Balance, sendo feita com materiais sustentáveis ​​de dentro para fora, incluindo as etiquetas e cordões.

Reformation x new balanceImagens retiradas de thereformation.com
new balance x reformation

PUMA

Fundada em 1948, a marca desportiva PUMA também acredita que a sustentabilidade é realmente importante. O seu CEO, Jorn Gulden, diz mesmo que se trata de um valor fundamental para PUMA, estando integrado em todas suas operações de negócios. Também afirma que a sua ambição é melhorar a sua contribuição em questões ambientais, de saúde e segurança e direitos humanos dentro da PUMA e da sua cadeia de fornecimento.

Assim como outras marcas, para reduzir a sua pegada ecológica, a PUMA juntou-se à Better Cotton Initiative, bem como ao Leather Working Group e ao Forest Stweardship Council, de maneira a obter materiais mais eco-friendly ​​para os seus produtos.

PUMA TIME4CHANGEImagens retiradas de puma.com
PUMA TIME4CHANGE 2

No início de 2020, a marca lançou uma nova coleção para crianças chamada TIME4CHANGE com o conceito eco-friendly em mente. Feita com materiais como algodão orgânico, tem como objetivo aumentar a consciência sobre a mudança climática e aposta em cores neutras e suaves, assim como silhuetas que estão na moda, o que parece perfeito para esta nova geração tão consciente dos problemas climáticos.

Vans

A marca californiana é outra que começa a trabalhar na sua sustentabilidade. A Vans, conhecida pelas suas sapatilhas de Skater, está a apostar em materiais ambientalmente conscientes, fazendo parte da Better Cottion Initiative e do Leather Working Group. A marca tem consciência do seu impacto sobre o meio ambiente e da sua contribuição para as mudanças climáticas, e foi por isso que criou o Green Sole Operations. Enquanto trabalham no seu programa de zero desperdícios nos escritórios, centros de distribuição, eventos e onde mais conseguem, também estão na luta para melhorar seus produtos.

Vans x Finisterre

Em 2019, a Vans fez uma pareceria com a Finisterre, uma empresa de calçado com sede em Cornwall cujo foco recai sobre o uso de materiais sustentáveis​. Juntos criaram o modelo mais sustentável da gama de produtos da Vans. Combinando o saber sobre calçado da Vans com a paixão da Finisterre por a sustentabilidade e tecidos inovadores, surgiu esta coleção de edição limitada, feita a pensar nas  necessidades dos surfistas aventureiros. Estes sapatos apostam no algodão orgânico, couros vegan e outros materais reciclados e são super cool!

Vans x FinisterreImagem retirada de finisterre.com

Reebok

A Reebok pode ser considerada uma marca mais pequena quando comparada a outros grandes nomes, mas não brinca quando se trata do planeta e de sustentabilidade. A marca, que faz parte do grupo adidas, também aderiu à Better Cotton Initiative, já que se trata de uma opção mais sustentável para os seus produtos, assim como muitos outros materiais reciclados, como poliéster, TPU e nylon. Mas a Reebok não para por aqui, já que é grande fã do uso de EVA feita à base de algas e de poliuretano à base de água, reduzindo assim parte das suas emissões.

REEBOK Forever Floatride EnergyImagens retiradas de reebok.com
REEBOK Forever Floatride Energy 2

A Reebok tem porque se orgulhar neste assunto. As suas práticas de sustentabilidade são de louvar, superando a maioria das outras empresas de fast fashion. Está a caminho de cumprir o seu objetivo de reduzir as emissões em 15% de 2015 até 2020 e preparados para celebrar a sua consciência ambiental com o lançamento das suas sapatilhas de performance, feitas à base de plantas, as Forever Floatride Energy mais tarde este ano.

Timberland

No que toca às actividades ao ar livre e fabricantes de produtos para tal, não podíamos simplesmente descartar a Timberland da nossa lista de marcas eco-friendly. Outra marca com anos de história, com um modelo icónico que conquista corações todos os dias, e que é guiada por um propósito maior. Na Timberland acreditam verdadeiramente que a moda sustentável é também um dever de uma perspectiva ambiental. Tendo em mente a degradação geral do nosso planeta e os efeitos negativos das alterações climáticas, lutam pela mudança, algo que a marca acredita que devemos à nossa comunidade e futuras gerações.

Com a intenção de ajudar o meio-ambiente e ser mais eco-friendly, a marca definiu vários objetivos, sendo um deles que, até 2020, 100% do seu couro venha de curtumes com práticas responsáveis. Além disso, a dedicação da marca em fazer “produtos de qualidade é acompanhada por um compromisso inabalável para com a responsabilidade ambiental e social”. Com isso em mente, eles apostam no algodão sustentável e orgânico e plástico reciclado quando e onde podem, seja em calçado, roupas ou acessórios. Os materiais descartados que são utilizados em calçado e mochilas levaram a que 345 milhões de garrafas de plástico fossem reutilizadas e, desde 2001, que já plantaram mais de 10,3 milhões de árvores.

TIMBERLAND eco-friendlyImagens retiradas de timberland.com
eco-friendly TIMBERLAND

E agora estás a perguntar-te: que sapatos posso comprar que sejam eco-friendly? Bem, Timberland tem um monte de coleções que preenchem os requisitos, como a que utiliza plástico reciclado e borracha, a Earthkeepers e a Nature Needs Heroes. Tens muito por onde escolher!

Napapijri

Uma marca que, sem dúvida, conquistou o mundo de repente, a Napapijri decidiu combinar tecnologia inovadora, designs incríveis e sustentabilidade para criar um modelo super eco, o casaco Skidoo. Feito inteiramente com ECONYL, nylon reciclado derivado de redes de pesca e outros materiais, este casaco demonstra um verdadeiro compromisso da empresa com o meio-ambiente.

Com a natureza em mente a cada passo do caminho, a Napapijri escolheu mostrar a sua posição com este casaco Skidoo, tornando-se pioneira no futuro da moda ecológica.

Napapijri Skidoo eco-friendlyImagem retirada de napapijri.com
Napapijri Skidoo eco-friendly 2

The North Face

Na frente da sustentabilidade, encontramos a The North Face que tem vindo a fazer algum progresso com a linha de The North Face Renewed, uma coleção de roupa, bem como com a nova coleção Eco Heritage que recria três estilos clássicos de casacos numa nova versão sustentável, que respeita o planeta.

O casaco Eco Nuptse e o colete Eco Nuptse eram peças de destaque no montanhismo nos anos 90. O facto de terem sido relançadas é de grande importância, já que agora são feitos com um enchimento de penas de ganso e poliéster reciclados para um menor impacto ambiental. A TNF afirma que usar produtos reciclados nesta linha é o mesmo que retirar 955 carros da estrada por um ano ou remover 196 344 sacos de lixo dos aterros, fazendo com que este tecido reciclado seja muito mais sustentável. Portanto, isto é uma ótima notícia se queres continuar a usar a tua marca preferida e ajudar o meio-ambiente!

The North FaceImagem retirada de gearjunkie.com

Tommy Hilfiger

Um favorito da multidão devido ao seu estilo imperdível com o seu branding em vermelho, branco e azul, a Tommy Hilfiger também aposta na sustentabilidade. Também faz parte da Better Cotton Initiative, e visa criar produtos totalmente circulares, onde todos os materiais fazem parte de um ciclo sustentável, integrando princípios circulares como a minimização e a reciclagem de resíduos.

Um gigante no mundo da ganga, a Tommy Hilfiger também quer melhorar o seu uso de técnicas de acabamento inovadoras e de baixo impacto, reduzindo o consumo de água, de energia e de químicos. Em 2018, 17% da ganga produzida atingiu essas metas. Embora haja um longo caminho a percorrer, agora é um bom momento para também dar um passo atrás e ver quão longe já chegamos.

Tommy HilfigerImagens retiradas de tommy.com
Tommy Hilfiger

Obrigado por nos acompanhares nesta viagem sobre o mundo da sustentabilidade! Já conhecias alguma das iniciativas destas marcas? O que te pareceram? 🙂

Se gostaste deste post, sugerimos que vejas o resto do blog para descobrir mais sobre as marcas e produtos disponíveis na JD Sports!

Share

WHAT TO READ NEXT

MODA l Editor

Novo lançamento: BOSS para os mais jovens


Looks super premium acabaram de...

-->

MODA l Editor

As melhores mochilas para a Universidade

Este ano a maioria das aulas tornam...

-->

MODA l Editor

Lançamento IVY PARK x adidas: Hit the Rodeo!

Hit The Rodeo Wi...

-->

MODA l Editor

Regresso às aulas: As melhores mochilas para o secundário

O ano letivo está prestes a começ...

-->

MODA l Editor

Space Jam: A New Legacy - A roupa da lenda está de volta

Depois do icónico Space Jam -->

MODA l Editor

Roupa de banho: propostas para o verão

As horas de sol estão a aumentar, ...

-->